, ,

Encontro de Sambadeiras Belo Horizonte

14:52


O post de hoje é sobre mais um Evento que aconteceu nesta Belo Horizonte Mega Agitada (pelo menos para mim), no sábado dia 12/03/2016 no Centro Cultural UFMG.

A convite da Nayara Garófalo que deu apoio ao Evento, o Clube de Blogueiras Negras de Beagá fez a cobertura do evento, e aproveitou para mexer o esqueleto e fazer umas comprinhas com os afro empreendedores presentes no local. 




O Evento contou com a honrosa presença de Senhoras também chamadas de "Griot" (que eram pessoas que tinham a função de passar as histórias e a cultura para os mais novos nas sociedades africanas) como Dona Fininha, Dona Lena, Dona Rosane Pires e Dona "Nicinha do Samba", Baiana do Recôncavo, Matriarca do Samba que mantém a raíz do samba de roda viva durante anos.

Ele contou também com oficinas, roda de conversa, presença de afro empreendedores, trançadeiras, venda de comidas veganas e apresentações culturais de grupos de Belo Horizonte entre eles Samba na Roda da Saia, Afoxé Bandarerê ,Tambor de Crioula Rosa de São Benedito e Coco da Gente. 

O Encontro de Sambadeiras aconteceu com o Intuito de mostrar o valor da mulher dentro e fora do samba de roda, e reunir todas essas mulheres em um mesmo espaço. Além disso o evento trouxe oficinas que despertaram o sentido e o valor do samba de roda. 

O Samba de Roda é o ritmo que deu início as outras vertentes do Samba conhecidas atualmente, e que teve início no recôncavo Baiano no século XIX. Suas origens são afro-brasileiras e ele está ligado diretamente a capoeira. Ele foi disseminado em várias partes do Brasil e hoje é uma manifestação cultural considerada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico  e Artístico Nacional) Patrimônio Imaterial tendo sido incluído no Livro do Tombo em 25 de novembro de 2005 ¹.

O Sambadeiras estava repleto de pessoas bonitas com um samba no pé que eu Nunca tinha visto em lugar algum. Pessoas com um sorriso estampado no rosto, e com um olhar de ternura para as Senhoras presentes ali. As pessoas presentes tiveram a oportunidade de conhecer o samba de roda mais profundamente, além de poder participar da roda e comprar produtos comercializados pelos afro empreendedores.

Eventos com essa importância são de grande valia para valorizar a cultura afro brasileira e manter viva as nossas raízes. Parabéns aos idealizadores e a produção do Evento. Que possamos sempre contar com estes momentos singulares na nossa vida.

Deixo aqui alguns registros feitos por mim. E um vídeo para que vocês possam perceber  a magnitude desta manifestação cultural que é o Samba de Roda.

¹ IPHAN -Instituto do Patrimônio Histórico  e Artístico Nacional - Samba de Roda do Recôncavo Baiano




















VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE

0 comentários

SUBSCRIBE NEWSLETTER

Get an email of every new post! We'll never share your address.

INSTAGRAM @dannymendes10

Blog Archive