O Empoderamento Que Vai Além do Olhar

14:47

Olá Pessoas.,


Hoje vim transcrever aqui no Blog, um texto que postei no meu facebook. O texto é um acontecimento real que transformou meu dia e minha vida. Se eu já era empoderada e já tinha convicção do meu trabalho, Agora Ninguém me segura. Com 1 ou 1 Milhão de seguidores seguirei sendo Representatividade onde quer que eu vá. 

Hoje aconteceu umas das coisas mais Incríveis que eu poderia imaginar. 06/04/2016
O Empoderamento Que Vai Além do Olhar


Leia todo o meu "Textão" e sinta o poder da REPRESENTATIVIDADE.

“Estava no ponto de ônibus voltando do trabalho como faço todo dia, e um ônibus para, e o passageiro que está na parte da frente acena pedindo pra alguém que está no ponto o esperar, e desembarca. Este homem me dirige a palavra dizendo que quer conversar comigo, eu aceno com a cabeça, e ele começa:

Já faz alguém tempo que te vejo no ponto de ônibus, e sempre quis descer e não tive coragem, hoje consegui. Ele me apresenta Helena sua filha que aparenta ter entre 6 a 8 anos, e que logo percebo que é deficiente visual.

Ele me diz baixinho: minha filha não gosta do seu cabelo, ela o acha feio. Imediatamente como um Instinto, tiro a xuxinha do meu cabelo que já estava amarrado a 2 dias, e começo a tentar deixar ele o mais solto e volumoso o possível, neste momento todos já olhavam para mim.
Ajoelhei-me, peguei as mãos de Helena e coloquei no meu cabelo. Imediatamente o seu rosto se iluminou. Ela apalpou, pegou na raiz e fez de tudo para que o pudesse sentir, e tateou meu rosto. Pergunte-a se ela me achava feia? Ela disse que não. Então a perguntei por que ela não se achava bonita com seu cabelo? Ela me disse que é difícil de cuidar e que alguém falou com ela que era feio. E eu tornei a perguntar: Você achou meu cabelo feio? Ela disse que era o cabelo mais bonito que ela tinha tocado e que parecia uma nuvem.

Então perguntei se Ela podia tudo? Ela disse que sim, que não tinha nada que ela não pudesse fazer. Então concordamos que ela pode ter um cabelo bonito igual ao meu. E Eu, Ela e seu Pai, combinamos de cuidarmos juntos do cabelo dela. Eu ensino o seu pai, e ele te ajuda a cuidar dele. Trocamos mais algumas palavras, e poucas vezes vi um pai chorar. Trocamos nossos contatos, e quando o ônibus de Helena chegou no ponto, ela Gritou:

QUERO SER UMA LEOA IGUAL A VOCÊ! E Eu disse: VOCÊ JÁ É FORTE IGUAL UMA LEOA, AGORA SÓ FALTA A JUBA! E aquele Pai me agradeceu com um olhar.

Não preciso descrever como estou agora, choro raramente, mas hoje desabei como se fosse uma criança. Tendo a certeza que, mesmo que muitas pessoas não acreditem no meu trabalho, sei que hoje uma criança e uma futura mulher foi empoderada, mesmo que ela demore a entender o significado disto. Sim fui REPRESENTATIVIDADE, se isso importa? SIM!

E eu tenho certeza que aquele Pai, que já faz de tudo para Melhorar a Vida daquela filha, teve o dever de sensação cumprida."

Que este sentimento que te tocou neste texto, possa ser um sentimento transformador. Que possamos entender que todo a forma de empoderamento é válida. E que meu cabelo é um ato politico e libertador para mim  e para muitas outras pessoas.


VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE

0 comentários

SUBSCRIBE NEWSLETTER

Get an email of every new post! We'll never share your address.

INSTAGRAM @dannymendes10

Blog Archive